Quarta, 06 de Julho de 2022
Anúncio
Geral Amazonas

Boas práticas de segurança da Cigás têm destaque em intercâmbio com agência reguladora do Pará

24/05/2022 às 21h16
Por: Revista START Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Membros da diretoria e gestores da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon-PA) realizaram uma visita técnica, na segunda-feira (23/5), para conhecer os modernos processos empregados na gestão da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) que asseguram excelência operacional e segurança da rede de distribuição de gás natural construída pela concessionária. 

A iniciativa integra a série de atividades que a Arcon-PA está promovendo com o intuito de realizar intercâmbio de experiências para contribuir com o aperfeiçoamento regulatório, no âmbito do mercado de gás natural do Pará, com o apoio da Agência Reguladora do Amazonas (Arsepam).

As boas práticas do sistema de operação e segurança adotado pela Companhia foram destaques. Na ocasião, a comitiva a Arcon-PA conheceu o Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária, o qual opera por meio de sistema de fibra ótica que garante a supervisão contínua de dados sobre vazão, pressão e temperatura de dutos da rede de distribuição, que atualmente se estende por 182 quilômetros.

Este sistema permite ainda o monitoramento ininterrupto (24 horas, todos os dias da semana) por meio de câmeras estrategicamente instaladas nas estações localizadas em termelétricas e em vias públicas da cidade. E possui moderna tecnologia para fechamento remoto de válvulas em caso de necessidade. 

Além disso, foi apresentado o sistema de sinalização adotado pela concessionária, que conta com projetos inovadores como o adesivo termoplástico – solução econômica, prática e pioneira adotada na identificação da rede de distribuição – e o tachão inteligente – que possui como inovação um código QR, gravado em uma placa de inox, por meio do qual é possível o acesso a dados in loco da rede de distribuição, favorecendo o melhor acompanhamento de obras em seu entorno.

A comitiva teve a oportunidade de conhecer mais sobre a tecnologia utilizada na construção de obras, denominada método não-destrutivo, o furo direcional. Implantada desde 2013 pela Cigás, a solução possui como procedimento padrão a abertura de um furo direcional, a cada 150 metros aproximadamente, através do qual é possível a implantação da rede sob a superfície de ruas e avenidas, sem causar maiores transtornos à mobilidade urbana e à população em geral.

Foi esclarecido que todo o planejamento de obras da Cigás é informado a órgãos dos governos estadual e municipal a fim de que seja realizado em conformidade com as intervenções previstas na área de infraestrutura por essas esferas.

Para o diretor-geral da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará, Eurípedes da Cruz Filho, a visita técnica foi extremamente positiva para a troca de experiência e contribuiu sobremaneira para melhor entendimento sobre o funcionamento do serviço de distribuição e comercialização de gás natural.

“O ponto focal da visita era obter informações sobre a parte de segurança deste serviço e a troca de experiência nesta área (com a Cigás) foi muito satisfatória tanto para mim como presidente da agência quanto para os nossos técnicos”, disse o diretor-geral, o qual esclareceu que, no Pará, a companhia de distribuição e comercialização de gás natural está se preparando para entrar em operação.

Por seu lado, o diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, compartilha da mesma opinião e ressalta que conhecer as boas práticas de trabalho e processos da Cigás é importante neste processo de aperfeiçoamento regulatório da Agência do estado vizinho. “Tenho certeza que os colegas paraenses irão voltar com riqueza grande de informações e a nossa expectativa é que esse intercâmbio será permanente, o que é importante tanto para a Arsepam e quanto para a maturidade regulatória da Agência do Pará”, frisou. 

Investimentos e aperfeiçoamento na governança corporativa  

Aliado a esses procedimentos para expansão de obras e manutenção da segurança da rede de distribuição de gás natural já instalada, a diretoria da Cigás frisou o trabalho que está sendo realizado para o aperfeiçoamento das ações da Companhia na área da Governança Corporativa, Riscos e Compliance. “Neste âmbito, a concessionária tem avançado a partir da adoção do Programa Cigás em Compliance e suas respectivas políticas de integridade”, ressaltou o diretor-presidente da Cigás, René Levy Aguiar.

Na ocasião, o diretor técnico-comercial da Companhia, Clovis Correia Junior, ressaltou sobre os investimentos da Cigás na expansão da rede de distribuição de gás natural no Amazonas. A Companhia de Gás do Amazonas planeja investir R$ 178 milhões no avanço da infraestrutura de rede de gasodutos canalizado até 2026. Este planejamento prevê a construção de mais 133 quilômetros de rede de distribuição de gás natural e a perspectiva de ultrapassar 24 mil unidades consumidoras.  Ele frisou ainda a importância da troca de experiência para o fortalecimento do mercado de gás natural na região.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.